terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Hacker quebra código de segurança do Playstation 3

Foto: Marcelo Regua / Agência O Dia
Alteração vai permitir o uso de jogos piratas | Foto: Divulgação
Rio - Depois de algumas tentativas, um hacker conseguiu quebrar o código fonte do Playstation 3, da Sony. O dono do feito é o programador George Hotz, conhecido como Geohot, e que também desvendou o software do celular iPhone, da Apple.
Segundo o programador, foram gastas cinco semanas para que o sistema desegurança do console fosse destravado.  A retirada da barreira possibilita que o videogame utilize jogos piratas, entretanto impede que o usuário possa jogar online com outros participantes na Playstation Network.
A Sony ainda não comentou o caso.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Garoto de 9 anos já tem certificado da MS



Garoto de 9 anos já tem certificado da MS

SÃO PAULO – O jovem Marko Calasan, da Macedônia, recebeu no último mês seu primeiro certificado da Microsoft aos nove anos de idade.

Segundo a Cnet, esse não o primeiro feito do rapaz. Aos seis anos, ele conquistou uma credencial de administrador de sistemas da empresa. Agora ela é o mais novo engenheiro de sistemas do planeta.


Matej Potokar, gerente geral da Microsoft na Eslovênia, chegou a afirmar que o garoto é um gênio. O primeiro contato aconteceu durante uma entrevista por e-mail em 2008, onde teve oportunidade de conhecer parte do potencial de Calasan que, em sua primeira apresentação para os executivos da empresa, falou sobre os benefícios e desafios do Active Diretory.

O jovem deixou bem claro que, apesar de seu conhecimento, não tem interesses em jogos de computador. Se o objetivo é se divertir, ele prefere sair e aproveitar a companhia de seus colegas.

Um dos maiores desejos de Calasan é se mudar para os Estados Unidos, onde ele acha que vai ficar mais perto das grandes mudanças tecnológicas e da própria sede da Microsoft.



sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Falha no Internet Explorer facilitou ataques ao Google, afirma McAfee


A Microsoft confirma a existência de falha crítica na versão 6.0 do seu navegador

O ataque de crackers sofrido pelo Google foi facilitado por uma falha crítica do Internet Explorer, o navegador da Microsoft. A afirmação foi feita nesta sexta-feira (15/01) pela McAfee, empresa de segurança da informação. 


No blog da empresa, George Kurtz, diretor de tecnologia da companhia afirmou que a vulnerabilidade crítica no navegador, até então desconhecida, foi um dos caminhos encontrados pelos invasores, que também utilizaram links e arquivos maliciosos em e-mails e mensagens instantâneas.
Descobrimos que um código malicioso (malware) executava uma nova vulnerabilidade no Internet Explorer. A falha crítica pode acontecer em qualquer uma das últimas versões do Windows também, incluindo o 7”, afirma o executivo.


Em seu blog oficial, a Microsoft confirmou a existência da vulnerabilidade somente na versão 6.0 do Internet Explorer e admitiu que essa brecha foi usada para invadir redes de diversas empresas.


Mike Reavey, diretor da divisão de segurança da Microsoft, informou que suas equipes estão preparando uma atualização de segurança para proteger os consumidores. “Obviamente, é uma infelicidade que nosso produto tenha sido usado em atividades criminosas. Vamos continuar a trabalhar com o Google, líderes do mercado e as autoridades apropriadas para investigar”, disse Reavey, no blog oficial da empresa.


"Até o momento, não temos indicação de que a rede corporativa da Microsoft ou nossos serviços de e-mail tenham sido alvo do ataque", afirmou o executivo.


Ataques
Segundo o Google, os ataques vieram da China e ocasionaram roubo de dados no Gmail.
Depois disso, a empresa de Sergey Brin removeu a censura nas buscas de páginas do Google.cn e ameaça fechar o escritório da empresa no país.


Após o ataque sofrido por crackers, o Google resolveu mudar a forma padrão de acesso ao seu serviço de e-mail.


Antes, o acesso padrão ao Gmail era por protocolo HTTP. E desde 2008, havia a possibilidade de acessar o serviço de e-mail utilizando protocolo HTTPS (modo seguro com criptografia). Depois dos ataques, o Google modificou para que todos os acessos para HTTP sejam redirecionados para o HTTPS.


Além do Google, a McAfee afirma que outras 30 empresas dos setores de finanças e tecnologia teriam sido atacadas.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Google Docs: Armazenamento virtual de 1GB

Google divulgou nesta terça-feira (12) que sua ferramenta de documentos o Google Docs passará a atuar como disco virtual, podendo armazenar arquivos (texto, fotos, músicas e vídeos) com espaço de 1GB por usuário.

A funcionalidade será aberta gradualmente nas próximas semanas a todos os usuários do Docs, tanto os que usam a versão pessoal como os que a usam como parte do pacote Apps, voltado para empresas.

Os arquivos que estarão na núvem, poderão ser acessados de qualquer computadorem qualquer lugar, até mesmo de iPhones e smartphones. E há um limite máximo de peso para cada arquivo, eles não podem passar de 250MB (cada).

Se for necessário, pode-se comprar armazenamento adicional por 25 centavos de dólar por gigabyte, por ano. A intenção é oferecer uma alternativa para backups e armazenamento de arquivos acessível em qualquer computador conectado à internet.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Windows 8. E aí?


Windows 8. E aí?



SÃO PAULO - A Microsoft já fala que o novo sistema chegará em 2012.

Não tenho ideia do quanto os comerciais da Apple com os personagens Mac e PC são divertidos internacionalmente, mas eles são os melhores da TV americana. Até quem usa aparelhos de gravação que pulam comerciais assiste. Enquanto isso, a Microsoft produziu uma série de propagandas do Windows 7 que ninguém liga. Não são divertidos nem interessantes. Felizmente para a Microsoft há uma grande demanda pelo Windows 7 e as vendas estão explodindo. As ações da empresa subiram e a venda de PCs reacendeu. Muitos especialistas acham que o Windows 7 nada mais é que um Vista melhorado. Concordo com eles. Enquanto isso, a Microsoft já fala em Windows 8, dizendo que ele deverá ser lançado em 2012 e que será o sistema operacional mais rápido de todos os tempos. Baseado no histórico da Microsoft, o Windows 8 não deve chegar ao mercado antes de 2014.

O elemento estranho na guerra de sistemas operacionais continua a ser o Linux, sem relevância no mercado corporativo ou no de desktops pessoais. Isso ocorre porque os clones de programas populares são piores que os originais. Livrar as pessoas do Microsoft Office e do Adobe Photoshop parece missão impossível. Open Office? Esqueça. GIMP? Sem chance. A chave do sucesso para o Linux deve ser um aplicativo que seja bacana e desejado por todos e não esteja disponível para Mac ou PC. Se alguém quiser desenvolver um aplicativo mortal para Linux, posso indicar um: um software de análise gramatical que funcione bem. A Microsoft adicionou um programa assim ao Word há um tempo. Ele perde construções que parecem óbvias demais para corrigir. Se um computador joga xadrez tentando cada alternativa possível, não entendo por que programas de análise de rede não são aplicados ao reconhecimento gramatical. Esse mesmo software poderia ser aplicado à tradução automática de línguas.

Outro tema que é notícia nos Estados Unidos é a mudança na relação entre AMD e Intel. Numa estranha virada dos fatos, a Intel deu à AMD 1,25 bilhão de dólares e concordou em obedecer a regras de negócios delineadas num contrato. A AMD gastou parte da última década reclamando de práticas comerciais da Intel, consideradas injustas. Isso levou a ações judiciais na Coreia do Sul e na Europa e uma multa europeia superior a 1 bilhão de dólares. Mas a AMD também terá responsabilidades. Ela precisa se calar e parar de reclamar. A competição entre elas continua, o que beneficia os consumidores. Nos bastidores, elas continuam se queixando uma da outra, mas em público a animosidade deve diminuir. Na prática, a Intel continuará dominando a cena porque se beneficia do crescimento do chip Atom, usado em netbooks e em todos os tipos de máquinas mais baratas. Com a crise econômica, esse chip é o produto mais quente do mercado desde o 386.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Nexus One – O tão esperado smartphone da Google.

Posted: Wed, 06 Jan 2010 21:41:17 +0000
A Google lançou nesta terça-feira o Nexus One, um dos smartphones mais esperados neste início de ano. O aparelho vem com a versão mais recente do sistema operacional da Google, o Android 2.1.
Com 11,9 cm de altura, 5,98 cm de largura e apenas 1,15 cm de espessura, o Nexus One é um dos aparelhos mais finos do mercado. Seu processador de 1 GHz é tão poderoso quanto um computador portátil de alguns anos atrás e sua tela toutchscreen de 3,7 polegadas utiliza a tecnologia OLED.

O Nexus é um excelente aparelho e traz algumas ótimas funcionalidades, como o sistema de reconhecimento de voz, que pode ser usado para enviar mensagens de texto, postar no Twitter, atualizar o Facebook, escrever um e-mail, fazer chamadas e buscas no Google, entre outras funções. Assista o vídeo abaixo e veja o uso do Nexus na internet.

Mas, se você gostou, vai ter que esperar. Por enquanto, o aparelho esta à venda apenas nos EUA, Inglaterra, Cingapura e Hong Kong. Ainda não temos previsão de chegada no Brasil. E prepare o bolso. Se na loja on-line da Google o Nexus One sai por US$ 529, imagina quanto ele não vai custar por aqui.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Samsung apresenta o primeiro notebook transparente




video click aqui

Estados Unidos - A Samsung resolveu apostar em um conceito bem interessante de notebook para a Consumer Electronic Show (CES), em Las vegas, Estados Unidos. Dotado de uma tela transparente OLED - tecnologia que vai substituir o LCD e o Plasma - o protótipo tem 14 polegadas e apresenta 40% de transparência quando está desligado.


A empresa sul-coreana não divulgou muitos detalhes sobre o notebook e nem quando ele deve chegar ao mercado. Abaixo, o vídeo mostra o funcionamento do primeiro protótipo feito com a tecnologia OLED, ele também o maior.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Skiff Reader, Um Leitor de e-Books com Tela de 11.5″, Wi-Fi e 3G



A Hearst vai lançar na CES 2010 o leitor Skiff, criado especialmente para leitura de revistas e jornais, com sua tela touchscreen de 11.5”, que tem uma resolução de 1200 x 1600 pixels. O tamanho da tela também permite que o leitor seja bem mais fino do que seus concorrentes.
Ao invés de uma proteção de vidro sobre a tela, o Skiff usa uma folha de metal produzida pela LG que é bem mais resistente. Este leitor de e-books vai acessar a Internet para fazer downloads de e-books usando a rede 3G da operadora Sprint (nos Estados Unidos) ou a conectividade Wi-Fi, para quem mora no exterior.


terça-feira, 5 de janeiro de 2010

“A conta do Gmail vira disco virtual online”




No dia em que você comprou o computador achava difícil ocupar tantos gigabytes de memória. Achou difícil mesmo, mas aconteceu. Fotos, filmes, programas, músicas... Se possuir uma conta no Gmail não tem com o que se preocupar. O Gmail Drive Shell transforma o seu correio eletrônico num armazém virtual.

O programa utiliza o espaço disponível na conta Gmail como disco virtual online. Transfira todo tipo de documentos do computador para o Gmail e libere espaço em disco de forma fácil. O Gmail Drive Shell cria um ícone no explorador de Windows que permite acessar o espaço virtual do Gmail de forma fácil.

Máximo 20 MB

Para abrir o programa, é preciso validar o acesso com seu nome de usuário e senha do Gmail. Depois, use da mesma forma que qualquer outro dispositivo de memória externo. Arraste e solte na janela os elementos que deseja armazenar no Gmail. O quadro de diálogo do Gmail Drive Shell mostra o estado da transferência.

A cada arquivo guardado O Gmail Drive Shell cria uma mensagem de email com o assunto “GMAILFS” com o nome do documento anexado. O limite máximo autorizado é de 20 MB por cada elemento. Seja para economizar espaço no disco duro da máquina ou para compartilhar arquivos de forma fácil, o Gmail Drive Shell vai te convencer na hora.
Download gdrive
Requisitos mínimos para GMail Drive Shell:
Sistema: Win95/98/98SE/Me/2000/NT/XP/2003/Vista/7

Requisitos mínimos:
Conta no Gmail
Conexão internet

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010